A agressão: uma história natural do mal

Reflita: Ser Agressivo é algo Bom ou Ruim ?

ADQUIRA AS ÚLTIMA UNIDADES DO LIVRO: AGRESSÃO: UMA HISTÓRIA NATURAL DO MAL

O Tema Agressividade normalmente gera muitos debates entre tutores e adestradores e por vezes uma série de preocupações. Em minha opinião, posso dizer que o problema é motivado pela incompreensão da natureza da agressividade, e também, a falta de conhecimento de técnicas para analisar e sanar questões envolvendo o assunto.

Portanto, o objetivo desta postagem é trazer exemplos e uma base de como a Agressividade pode ser encarada, e até mesmo, melhor interpretada para deixar de ser algo complicado e medonho.

Segundo Konrad Lorenz, em seu livro A Agressão: uma história natural do mal, a Agressão, dentre outras análises é uma traço comportamental necessário a sobrevivência das espécies. em outras palavras, um Caçador, predador, agressivo, tende a ser melhor sucedido. um presa agressiva em sua postura defensiva tem mais chances de se defender e sobreviver.

No mesmo livro, o autor cita um exemplo muito válido para melhor compreender o contexto. Senão vejamos: Pesquise vídeos que mostrem a vida nas profundezas do oceano. Verão que, via de regra, há uma série de peixes e seres subaquáticos com características bem exuberantes, por vezes, ameaçadoras.

Verão que há peixes que emitem luzes (Bioluminescência), ou, simplesmente tem em seu corpo tons multicoloridos e destacados. Neste caso, estes seres vivos apresentam Cores Agressivas, deste modo, mostram aos seres à volta que são perigosos e devem ser evitados. Em outras palavras, pode-se concluir que a agressividade não se resume só a comportamento, mas também, outros fatores, mas de fato, relacionados a sobrevivência.

AGRES

ADQUIRA AS ÚLTIMA UNIDADES DO LIVRO: AGRESSÃO: UMA HISTÓRIA NATURAL DO MAL

Agora, ao tratarmos da Agressividade Canina, devemos não somente considerar as questões acima levantadas, mas também, outras que são peculiares do convívio com seres humanos, ou até mesmo, seus ambientes de criação e treinamento (Já que o nosso foco é debater sobre cães de companhia e função).

Devemos começar considerando que, via de regra, há oito tipos de agressividade canina. O tema será abordado futuramente em outras postagens. E devemos considerar também que, ao longo de sua vida, o cão tem sua formação comportamental influenciada por dois fatores, sendo o Ambiente e Genética.

Neste caso, imaginando um cenário de um filhote que terá sua expectativa de vida fixada em uma média 15 anos, devemos ter em mente que seu período de Imprinting (os primeiros 120 dias de vida) serão fundamentais para que o mesmo aprenda e absorva as informações e estímulos á sua volta, interpretando os como coisas boas ou ameaçadoras ( a qualidade e riqueza deste período dependerá das experiências e conhecimento do criador de cães); e que ao longo de sua vida, o ambiente e seus estímulos farão com que o cão venha a se comportar de modo amigável ou ameaçador dependendo da qualidade de suas experiências e da frequência com a qual elas ocorrem, moldando seu comportamento.

De qualquer modo, independente da raça ( e de seus padrões comportamentais), de suas características individuais (genética), de suas experiências na infância e de suas rotinas, uma coisa é certa, clara e comum a todos os cães. Seus impulsos de agressão, em maior ou menor grau, sempre estarão associados a questões relacionadas a sua sobrevivência, seja para alimentar-se, reproduzir-se ou defender-se.

ACOMPANHE NOSSO CANAL DO YOUTUBE. VEJA O VÍDEO QUE TRATA DO TEMA ABORDADO NESTA POSTAGEM !

ADQUIRA AS ÚLTIMA UNIDADES DO LIVRO: AGRESSÃO: UMA HISTÓRIA NATURAL DO MAL

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: